4ª Jornada, Boavista vs Amarante, Sábado, 28 de Setembro, 16h00, Estádio do Bessa Séc. XXI

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

BOAVISTA VS ALIADOS DE LORDELO

Sábado, 15hoo, Estádio do Bessa
NÃO FALTES

Antevisão: Boavista vs Aliados Lordelo

O Boavista defronta o último classificado onde por curiosidade alinha agora Edu, que no ano transacto figurava no plantel axadrezado. Se é verdade que esta equipa está neste momento no último lugar, não podemos entretanto esquecer que estão apenas decorridas 2 jornadas, e que esta equipa na época passada goleou o Boavista nos dois jogos efectuados (3-0 e 4-2), apesar de ter sido "ajudada" no jogo em Lordelo por uma arbitragem escandalosa. Chegou a altura de "vingarmos" essas duas derrotas, e obtermos o primeiro triunfo desta época.

BOAVISTA (RE)ABRE SECÇÃO DE RUGBY

O Boavista Futebol Clube não pára de crescer e abre mais uma secção/modalidade no clube: o Rugby Feminino.
A Secção de Rugby do Boavista Futebol Clube remonta ao início dos anos 30 e, passados perto de 80 anos, a modalidade volta a fazer parte do Clube, agora no feminino.
Este projecto vem da equipa feminina do Rugby do ISMAI, que passa agora a integrar a família axadrezada. Trocarão o azul celeste do equipamento pelo Preto e Branco Axadrezado.
Na próxima na segunda-feira, pelas 21.30 horas, a equipa fará o primeiro treino no campo nº 2 do Estádio do Bessa Século XXI.

Alteração da data do Jogo.

Já se encontram à venda os bilhetes para o próximo jogo a realizar-se no Estádio do Bessa Sec XXI às 15:00 Sábado, dia 2. Que terá transmissão em directo no Porto Canal.

Sócios - 3,5€ * com quota do mês de Setembro
Público - 9€

ANDEBOL: O regresso dos Séniores...

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Para descontrair: Khalid Askri volta a fazer das dele :)

Há um dias atrás Khalid Askri foi notícia em todos os telejornais do mundo por ter feito isto:


Passado uns dias, volta a "pisar a poça"!


Dizem que não há 2 sem 3!!! Vamos aguardar pela terceira :)

Campeonato Nacional da 2ª Divisão (Zona Centro): Análise da 2ª Jornada

Espinho: 1 Boavista: 1
Empate que se aceita, no entanto a haver um vencedor esse teria que ser o Boavista. Com este resultado Espinho e Boavista seguem ambos com 2 pontos... Na próxima jornada o Boavista tem boas hipóteses de conseguir a sua primeira vitória, pois defronta o último classificado Aliados de Lordelo, enquanto o Espinho tem uma deslocação nada fácil a Pombal.

Padroense: 0 UD Serra: 0
O UD Serra que havia perdido em casa na jornada inaugural, foi a Padrão da Légua redimir-se, e atrasou o Padroense no amealhar de pontos com vista a garantir a manutenção.

Eléctrico: 1 Gondomar: 1
O Eléctrico mostrou que não é fácil "passar em Ponte de Sôr", e impôs um empate ao candidato Gondomar...

Esmoriz: 1 Coimbrões: 0
O Esmoriz cumpriu e conseguiu 3 preciosos pontos perante um Coimbrões que promete "dar muita luta" nesta prova.

Pampilhosa: 1 Sertanense: 0
Entre equipa semelhantes, levou a melhor o Pampilhosa sobre o Sertanense. O factor casa ajuda sempre...

Cesarense: 3 Pombal: 0
Após um excelente empate no Bessa, o Cesarense mostrou mais uma vez qualidade e goleou o Pombal.

Aliados de Lordelo: 0 Anadia: 1
Parece que o empate conseguido pelo Anadia na 1ª jornada frente ao Espinho não foi obra do acaso, pois esta equipa foi a Lordelo garantir os 3 pontos. Quanto ao Aliados pode-se dizer que foram 2 derrotas preocupantes.

Tondela: 3 Tourizense: 1
Havia referido que este Tondela tinha condições para ser um "outsider" na luta pelo título, e parece que tinha razão, pois esta vitória frente a um outro possível candidato Tourizense, é sinónimo de qualidade.

Resultados da 2ª Divisão Distrital, AF Porto, Série 1, 3ª Jornada

Progresso 0-2 Guilhabreu
AD Vitrine 0-2 Cerco do Porto
Gondim-Maia (adiado) Boavista
FC Pedroso
4-0 Os Lusitanos
Águas Santas 0-3 Inter Milheirós
S.Romão 1-1 Ramaldense
Vila FC 2-3 Pasteleira
SC Vilar Pinheiro 1-3 Torrão
Sp. Cruz 1-0 At. Vilar

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Lembram-se de Quinito?

Curiosidade: Quinito que jogou no Boavista na época 85/86 é tio do actual defesa central do Boavista Hélio.

Fotos do Espinho vs Boavista

Magníficas fotos do encontro Sp. Espinho vs Boavista neste endereço:

http://hiko.rajce.idnes.cz/SC_Espinho_-_Boavista_FC/

Tiradas por um fotógrafo da República Checa...

Site: http://hiko.rajce.idnes.cz/

António Jesus (Treinador do Espinho) faleceu após o jogo com o Boavista

Volta e meia somos surpreendidos com notícias negativas e inesperadas, e desta vez quis o destino que António Jesus, um homem do futebol, falecesse após o jogo da tarde de ontem que opôs o Sporting de Espinho, equipa da qual era treinador, frente ao nosso Boavista.
Tudo aconteceu perto de sua casa, por volta das 20 horas, onde caiu na rua fulminado por um ataque cardíaco.
Uma equipa médica tentou reanimá-lo, mas quando chegou ao hospital de Espinho já se encontrava sem vida.
O antigo guarda-redes do Varzim, Guimarães, Leixões e Chaves tinha 55 anos e contava com sete internacionalizações.
Como treinador orientou o Chaves, o Paços de Ferreira, o Covilhã e o Tondela. O funeral realiza-se amanhã pelas 16h00 no Cemitério de Anta em Espinho.

(foto de António Jesus no jogo de ontem)

Aos amigos e à familia enlutada, o blog "The Boavista Footballers" envia as mais sentidas condolências.

Descansa em Paz.

domingo, 26 de setembro de 2010

Resultados da "Cantera"

. JUNIORES: 2ª Divisão Nacional, Série B
. Boavista: 2 Oliveirense: 2
. 10º lugar em 12 equipas

. JUVENIS A: 1ª Divisão Nacional, Série B
. Boavista: 2 Feirense: 1
. 5º lugar em 12 equipas

. JUVENIS B: 2ª Divisão Distrital, Série 2
. (folgou)
. 10º lugar em 15 equipas;

. INICIADOS A: 1 Divisão Nacional, Série B
. Boavista: 0 Leixões: 2
. 6º lugar em 12 equipas;

. INICIADOS B: 2ª Divisão Distrital, Série 2
. Desportivo de Portugal: 1 Boavista: 0
. 3º lugar em 13 equipas;

. INICIADOS C: 2ª Divisão Distrital, Série 3
. Boavista: 8 SC Montezelo: 0
. 7º lugar em 13 equipas;

. INFANTIS A: 1ª Divisão Distrital, Série 1
. Boavista: 4 Ermesinde: 1
. 1º lugar em 16 equipas;

. INFANTIS B: 2ª Divisão Distrital, Série 2
. Candal: 0 Boavista: 0
. 5º lugar em 12 equipas;

Sp. Espinho: 1 Boavista: 1

Empate que soube a pouco, pois a haver um vencedor no jogo de hoje, esse teria que ser o Boavista...
A nossa equipa alinhou com: -Ferreira, Ribeiro, Hélio, Mário Loja, Machado, Emerson (Diogo Leite), Joel, Rui Lopes (Rui Dolores), Renato Queirós (Cadinha), Paulo Campos (C) e Beré.
Foi uma primeira parte mal jogada por ambas as equipas, onde no que diz respeito ao Boavista faltou fluídês de jogo, e onde se erraram demasiados passes. Fruto de uma desatenção defensiva ao nível da marcação, o Espinho inaugura o marcador e apesar da nossa equipa nesta primeira parte estar a favor do vento, não conseguiu encetar uma reacção.

A segunda parte começa praticamente com o golo do Boavista, em que o defesa central Hélio (na foto) aparece ao segundo poste a desviar para golo. A equipa do Boavista veio dos balneários com uma grande atitude e dominou por completo este segundo tempo.

A jogar contra o vento, e também contra uma arbitragem caseira do árbitro Paulo Rodrigues (AF Braga) que teimava em empurrar a nossa equipa para trás, demonstrando dualidade de critérios quer na análise dos lances, quer a nível disciplinar. Não faltaram também os lances caricatos (ou erros grosseiros) onde por mais que uma vez se inventaram pontapés de canto.Ainda assim o Espinho não teve fulgor para contrariar um Boavista que praticou na segunda parte um futebol "estendido" a todo o terreno de jogo, e remeteu o Espinho para a sua defensiva saindo apenas para lances de contra-ataque. No entanto o golo da vitória não apareceu e a nossa equipa deixou dois pontos no sempre difícil (e degradado) Estádio Comendador Manuel Violas.
A nossa equipa segue assim "as pisadas" do início de época da temporada passada onde empatamos o primeiro jogo por 2-2 com o Tirsense, e fomos depois empatar a Vizela a 1-1.
De referir ainda que quando o Boavista puder contar com Álvaro Corcovado, Léo Bonfim, William, Vítor Golas e Raúl Ortiz (que aguardam o certificado internacional) e com o lesionado Zé Carlos, ficará ainda mais forte.
Parabéns ao cerca de 700 adeptos que se deslocaram a Espinho apoiando incondicionalmente a nossa equipa. SOMOS MUITO GRANDES...

Resultados da 2ª Jornada, 2ª Divisão, Zona Centro

Padroense 0-0 UD Serra
Eléctrico 1-1 Gondomar
Esmoriz 1-0 Coimbrões
Pampilhosa 1-0 Sertanense
FC Cesarense 3-0 Sp. Pombal
Sp. Espinho 1-1 Boavista
Aliados Lordelo 0-1 Anadia
Tondela
3-1 Tourizense

sábado, 25 de setembro de 2010

Árbitros nomeados para a 2ª Jornada do Campeonato Nacional da 2ª Divisão (Zona Centro)

Padroense vs União da Serra / António Costa (AF Aveiro)
Électrico vs Gondomar / Fábio Verissimo (AF Leiria)
Esmoriz vs Coimbrões / Joaquim Gayo (AF Braga)
Pampilhosa vs Sertanense / Albano Correia (AF Braga)
Cesarense vs Sp.Pombal / Héder Padral (AF Santarém)
Sp. Espinho vs Boavista / Paulo Rodrigues (AF Braga)
Aliados Lordelo vs Anadia / Jorge Faustino (AF Leiria)
Tondela vs Tourizense / Sílvio Gouveia (AFBragança)

JUNIORES: Boavista: 2 Oliveirense: 2

Ainda não foi desta que a nossa equipa "se encontrou" com as vitórias, sendo os resultados até agora obtidos muito pouco para uma equipa com aspirações à subida de divisão.
Na primeira parte pode aplicar-se a velha máxima "quem não marca sofre", e enquanto no ataque axadrezado Nelson esteve muito perdulário ao falhar duas flagrantes ocasiões de golo, os forasteiros em dois rápidos contra-ataques levaram a partida para intervalo com o resultado em 0-2 a favor da Oliveirense.
Na segunda parte continuou o festival de golos perdidos, tendo o Boavista empatado a partida nos últimos 5 minutos do jogo, sendo que o golo do empate marcado por Pedrinho ter sido já nos descontos. Boa arbitragem à excepção do tempo concedido para descontos (3 minutos), atendendo às inúmeras paragens do jogo.
Classificação e resultados em "Juniores" na coluna à direita.

INFANTIS A: Boavista: 4 Ermesinde: 1

Mais uma vitória folgada dos nossos "miúdos" na tarde de hoje no Estádio do Bessa Séc. XXI, o que faz com que a nossa equipa ocupe o 1º lugar da classificação juntamente com Varzim e Porto.
Enquanto tiveram forças os jovens atletas do Ermesinde deram muita luta, e conseguiram ir para o intervalo empatados a uma bola.
No segundo tempo a qualidade do Boavista veio ao cimo, e traduziu-se em três golos neste período fixando-se assim o resultado em 4-1.
Todos os resultados e classificação na coluna à direita em "Infantis A".

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Antevisão da 2ª Jornada

. Espinho vs Boavista
Jogo entre dois históricos clubes, e talvez entre dois dos melhores plantéis desta divisão. Ambas as equipas partem para este jogo com 1 ponto e certamente com aspirações a vencer.

. Padroense vs União da Serra
O Padroense tem neste jogo uma boa oportunidade para obter os 3 pontos, perante um União da Serra que tentará redimir-se da derrota caseira da jornada transacta.

. Eléctrico vs Gondomar
Este é o primeiro jogo do Eléctrico perante o seu público neste campeonato, e é logo perante o candidato Gondomar que garantidamente não terá vida fácil em Ponte de Sôr.

. Esmoriz vs Coimbrões
Jogo entre equipas do mesmo campeonato em que o Esmoriz apesar da vantagem em jogar em casa, recebe um motivado Coimbrões que vem de duas vitórias consecutivas perante o Eléctrico e o Oliveirense (da Liga Orangina).

. Pampilhosa vs Sertanense
Garantidamente que este será um jogo equilibrado, pois tratam-se de equipas com um valor similar. Ganhará quem for mais eficaz...

. Cesarense vs Pombal
O Cesarense é em minha opinião o favorito neste encontro, mas tem pela frente um Sp. de Pombal tentará dar sequência à vitória da última jornada.

. Aliados de Lordelo vs Anadia
Jogar no Estádio da Parteira em Lordelo não é fácil para nenhuma equipa, no entanto o Anadia deixou boas indicações no primeiro jogo frente ao Espinho, pelo que pode surpreender nesta partida.

. Tondela vs Tourizense
Um dos bons jogos desta jornada, que opõe duas das mais fortes equipas deste campeonato. Um jogo de aposta tripla...

2ª Jornada: TIGRES vs PANTERAS

Boavista no Porto Canal

A Boavista Futebol Clube, Futebol SAD e o Porto Canal firmaram um acordo que visa a transmissão televisiva dos jogos desta SAD, realizados no Estádio do Bessa Século XXI, para a temporada 2010/2011.

O acordo foi assinado esta manhã nas instalações do Porto Canal, entre o Presidente do Conselho de Administração da SAD Axadrezada, Álvaro Braga Júnior, e o Director Geral do Porto Canal, Juan Figueroa.

O referido acordo prevê, a promoção do jogo durante a semana anterior ao desafio, a transmissão em directo, na plataforma de televisão por cabo e em “livestream” no site do Porto Canal.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Boavista: 2 Cesarense: 2

Típico jogo de início de época que teve como protagonista principal o árbitro de Coimbra Nuno Roque, com manifesta influência no resultado ao deixar duas grandes penalidades por assinalar a favor do Boavista...
O "Mágico Xadrez" alinhou com: Ferreira, Ribeiro, Hélio, Mário Loja, Machado, Rui Lopes (Diogo Leite), Emerson, Cadinha, Rui Dolores (Renato Queirós), Paulo Campos (C) e Beré (Ruizinho).

O Boavista neste fim de tarde, obteve exactamente o mesmo resultado do primeiro jogo da época passada (2-2) perante o Tirsense... Para este resultado contribuíram os condicionalismos que têm afectado a nossa equipa, como é o caso da falta de alguns certificados internacionais, assim como o atraso no início da pré-época devido aos problemas que afectam o nosso clube.
A nossa equipa acusou algum nervosismo, talvez por actuar pela primeira vez perante os associados do Boavista, e notou-se aqui e ali alguma falta de entrosamento entre os jogadores, assim como deu para perceber a falta de rotinas e mecanismos do conjunto, onde também a condição física ainda é um factor limitativo das acções dos jogadores.
Por tudo isto devemos "dar tempo" a esta equipa para que o nosso técnico Rui Ferreira "a trabalhe", pois qualidade existe.
O Cesarense veio ao Bessa apostado a jogar em contra-ataque, mas com o golo de cabeça de Paulo Campos que fez assim o 1-0 para o Boavista, a equipa visitante viu gorados os seus intentos defensivos e foi obrigada a "jogar o jogo pelo jogo". Poucos minutos depois Beré é claramente rasteirado dentro da área Cesarense, mas o árbitro fez "vista grossa" e mandou seguir. Logo de seguida, o Cesarense empata a partida num lance em que o jogador visitante domina a bola com o braço chutando depois para golo. Foram 5 minutos que definiram o evoluir desta partida.
Na retina ficou uma excelente jogada de Ribeiro que passa por três defesas cesarenses, cruzando depois para a área onde Beré de cabeça envia a bola à trave. Fim da primeira parte com uma injusta igualdade.

No segundo tempo, o Cesarense valendo-se do facto de estar novamente empatado, adopta a sua estratégia inicial de contra-ataque e por duas vezes ameaça passar para a frente do marcador, onde numa delas envia uma bola ao poste, e numa outra obriga -Ferreira a uma excelente defesa.
Num lance em que Mário Loja não esteve no seu melhor, o Cesarense aproveitando-se dessa falha defensiva faz o 1-2 e lança um "enorme balde de água fria sobre o Bessa".
Mais um lance viria a marcar o encontro, pois existiu nova falta na área do cesarense onde Renato Queirós é claramente empurrado, além da mão na bola do defesa do Cesarense, mas o "Senhor do apito" não quis assinalar penalty.
Demonstrando um enorme carácter, a nossa equipa "não baixou os braços" e "foi à luta", e viu finalmente o árbitro assinalar uma grande penalidade por falta sobre Ruizinho, que no entanto Renato Queirós não conseguiu concretizar permitindo a defesa do guarda-redes cesarense.

Ruizinho que havia saído do banco para substituir o exausto Beré, trouxe grande dinâmica ao ataque axadrezado e levou o Estádio ao rubro quando remata "à meia volta" e empata a partida, contribuindo para isso um pequeno desvio que a bola fez ao embater num defesa adversário antes de entrar na baliza.
Apesar do empate os nossos jogadores saíram fortemente aplaudidos do Estádio do Bessa, pois todos os associados sabem das condicionantes existentes, e todos sabemos que na máxima força esta equipa pode dar-nos algumas alegrias.
Boavista SEMPRE!

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Shakhtar Donetsk e FC Zorya no Bessa

Representantes de dois grandes clubes ucranianos, Shakhtar Donetsk e do FC Zorya, visitaram o Estádio do Bessa Séc. XXI para observarem o relvado sintéctico de última geração do nosso Estádio.
Consequência natural da visita ao relvado do Bessa, e depois de experiências anteriores com outros relvados sintéticos, os dois clubes ucranianos elegem sem hesitação o sistema da Italgreen, com cargas de enchimento de Geofill, para os campos de treinos das suas equipas profissionais.

Antevisão: Boavista vs Cesarense

O Boavista recebe um recém-promovido à 2ª Divisão Nacional, o Cesarense, que começa assim da melhor forma a sua participação neste campeonato ao jogar no Estádio do Bessa perante o 4º grande a nível Nacional.
Esta equipa por certo dificultará a tarefa ao Boavista, pois vem motivada pela recente vitória fora de portas perante o Messinense para a Taça de Portugal. Além disso é um jogo de início de época onde a qualidade e entrosamento das equipas a este nível é ainda uma incógnita, pelo que o Boavista deverá ter todas as cautelas com este adversário.
Apesar de tudo isto, no Bessa é sempre para ganhar, e é o que todos os boavisteiros esperam amanhã quando a bola "voltar a saltar" no nosso estádio. O "12º jogador" é sempre uma mais valia, pelo que a presença de todos é importante... Não faltes!

Declarações de João Loureiro

"Sinto-me um pouco injustiçado"

João Loureiro, ex-presidente da SAD do Boavista, disse hoje no Tribunal de São João Novo, no Porto, sentir-se “um pouco injustiçado” pela situação que o levou a ser julgado por fraude e abuso de confiança fiscal.

Loureiro e mais dois antigos administradores boavisteiros, Carlos Pissarra e Vítor Borges, são acusados de terem lesado o fisco em 3,4 milhões de euros entre 2001 e 2004.

O julgamento começou a 19 de Janeiro e hoje o antigo dirigente boavisteiro deslocou-se ao tribunal para as alegações finais.

A sessão, porém, acabou por ser adiada para 08 de Outubro, às 09:45, porque a procuradora titular, Elisa Lopes Cardoso, está de férias e o procurador nomeado para a substituir alegou a “complexidade” do processo e o não ter acompanhado a fase de produção de prova.

A juíza Maria José Matos consultou então os advogados dos arguidos e estes concordaram com o adiamento da sessão, mas João Loureiro pediu para se pronunciar sobre aspectos relacionados com o processo.

O antigo dirigente garantiu nunca ter dado instruções, ele ou os outros membros da administração a que presidia, para que não fossem enviadas verbas relativas ao IRS, IVA e imposto de selo, referindo que, “pelo contrário”, pronunciaram-se pela “apresentação de tais declarações correctivas” do que estava, afinal, em falta para com o fisco.

Loureiro frisou, também, que a SAD “cumpriu” as contra-ordenações que então lhe foram aplicadas, aderiu a um Plano Extrajudicial de Conciliação para liquidar faseadamente as suas dívidas fiscais, e “foi dada uma garantia integral” que, em sua opinião, deixou o Estado “com a certeza de que não seria prejudicado”.

A garantia/hipoteca “era adicional” e tinha como base parte dos direitos televisivos que a SAD contratara com a empresa PPTV/Olivedesportos, do empresário Joaquim Oliveira.

Essa garantia totalizava 8,5 milhões de euros e, segundo João Loureiro, “foi considerada pelo Estado suficiente e idónea”.

“O Estado nunca virá ser prejudicado por esta situação porque é um valor muito superior” ao que a SAD deve, reafirmou.

O contrato com a PPTV valia ao Boavista 3,750 milhões de euros por época desportiva, que eram pagos em duas prestações semestrais iguais.

Os grandes problemas, para o Boavista, começaram com a construção do Estádio do Bessa Século XXI, com vista ao Euro2004, segundo reafirmou hoje João Loureiro.

“Tivemos sempre a expectativa de que o Estado ia acabar por ajudar” a resolver os problemas com o que o Boavista se debatia, salientou.

Tal, no entanto, não aconteceu e o Boavista pediu então “15 milhões de euros” a um sindicato bancário para custear o financiamento da construção do seu novo recinto, comprometendo-se a “pagar 2,5 milhões por ano ao BPI”.

“Sinto-me um pouco injustiçado”, comentou João Loureiro, afirmando que deu “avales pessoais” por causa desses problemas boavisteiros.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

BOAVISTA vs CESARENSE: 4ª Feira, 19h00, Estádio do Bessa Séc. XXI

A SUPER PANTERA ESTÁ DE REGRESSO!
EM EXIBIÇÃO NO MAIS BELO ESTÁDIO DO MUNDO...

Resultados da 2ª Divisão Distrital, AF Porto, Série 1, 2ª Jornada

Cerco do Porto 1-0 Gondim-Maia
Boavista (adiado) FC Pedroso
Os Lusitanos 1-2 Águas Santas
Inter Milheirós 3-0 S.Romão
Ramaldense 1-1 Progresso
Guilhabreu 2-0 Vila FC
Pasteleira 0-2 SC Vilar Pinheiro
Torrão 0-4 Sp. Cruz
At. Vilar 1-1 CA Rio Tinto

domingo, 19 de setembro de 2010

FUTEBOL FEMININO: Clube de Albergaria: 1 Boavista: 1

Na 1ª Jornada do Campeonato Nacional de Futebol Feminino, o Boavista obteve um empate em Albergaria-a-Velha...
A nossa equipa esteve na frente do marcador mas não conseguiu chegar ao fim do encontro sem se deixar igualar, terminando a partida com um empate a uma bola. Ritinha foi a nossa "marcadora de serviço"...
A 2ª jornada joga-se dia 26 de Setembro, recebendo o Boavista a equipa da Oliveirense.
Classificação e resultados na coluna à direita em "Futebol Feminino - Seniores".

Resultados da Formação

. JUNIORES: 2ª Divisão Nacional, Série B
. Sanjoanense: 3 Boavista: 2
. 8º lugar em 12 equipas

. JUVENIS A: 1ª Divisão Nacional, Série B
. Boavista: 1 Beira-Mar: 1
. 6º lugar em 12 equipas

. JUVENIS B: 2ª Divisão Distrital, Série 2
. Castêlo da Maia vs Boavista (adiado)
. 9º lugar em 15 equipas;

. INICIADOS A: 1 Divisão Nacional, Série B
. Penafiel: 0 Boavista: 4
. 4º lugar em 12 equipas;

. INICIADOS B: 2ª Divisão Distrital, Série 2
. Boavista: 4 Sp. Cruz: 0
. 2º lugar em 13 equipas;

. INICIADOS C: 2ª Divisão Distrital, Série 3
. S. Pedro da Cova vs Boavista (adiado)

. INFANTIS A: 1ª Divisão Distrital, Série 1
. Trofense: 0 Boavista: 1
. 4º lugar em 16 equipas,

JUVENIS A: Boavista: 1 Beira-Mar: 1

Resultado injusto para a nossa equipa que dominou o encontro durante os 80 minutos de jogo, e onde a equipa visitante em apenas 2 ataques durante todo o encontro, fez 1 golo...
Apesar desse domínio foi o Beira-Mar a primeira equipa a marcar, através de um rápido contra-ataque, chegando a equipa aveirense ao intervalo a vencer por 0-1.
No segundo tempo "só deu Boavista" e Mário poucos minutos após entrar no encontro, repõe a igualdade e faz justiça ao total domínio axadrezado, obtendo-se assim o 1-1.
Sem dúvida alguma que a nossa equipa merecia marcar o golo da vitória, mas ia esbarrando num seguríssimo guarda-redes do Beira-Mar, assim como denotou alguma falta de objectividade junto à área adversária.
Para piorar tudo isto, Zé a 15 minutos fim lesiona-se e deixa o Boavista a jogar com 10 elementos, pois já havia efectuado as 3 substituições. Sem dúvida que foram 2 pontos perdidos, no entanto, a nossa equipa deixou óptimas indicações para os futuros encontros.
Classificação e resultados desta 6ª jornada em "Juvenis A" na coluna à direita.

JUNIORES: Sanjoanense: 3 Boavista: 2

A nossa equipa demora em se encontrar com as vitórias, e na tarde de ontem saiu derrotada de S. João da Madeira, apesar de ter estado a vencer por 0-1 até ao intervalo. Na segunda parte os locais inverteram o resultado e obtiveram assim os 3 pontos em disputa.
De referir a hostilidade que qualquer equipa do Boavista recebe quando se desloca a esta região do País (S. Maria da Feira, S. João da Madeira, Oliveira de Azeméis), porque será?
Com este resultado a nossa equipa ocupa uma modesta 8ª posição, e na próxima jornada recebe a "Hermínio Loureiro Team" também conhecida por Oliveirense...
Todos os pormenores classificativos na coluna à direita em "Juniores A".

BERÉ, sinónimo de golo...


- IDENTIDADE:

. Francisco Ronaldo Nascimento Filho (Beré)
. Data de Nascimento: 1982-11-21 (27 anos)
. País: Brasil
. Naturalidade: Sorocaba - São Paulo
. Altura: 178 cm
. Peso: 80 kg
. Posição: Ponta de Lança

- DADOS DA CARREIRA:

. Época 2009/2010: 2ª Divisão Nacional B
. Arouca: 6 golos em 980 minutos jogados;

. Época 2009/2010: 2ª Divisão de Honra
. Sporting Covilhã: 2 golos em 398 minutos jogados;

. Época 2008/2009: 3ª Divisão Nacional
. Tondela: 23 golos em 2979 minutos jogados;

. Época 2005/2006: 2ª Divisão Nacional B
. Aliados de Lordelo: 6 golos em 1431 minutos jogados;

. Época 2004/2005: 2ª Divisão de Honra
. Paços de Ferreira: 1 golo em 257 minutos jogados;

. Época 2003/2004: 1ª Divisão Nacional
. Paços de Ferreira: 0 golos em 61 minutos jogados;

- RESUMO DA CARREIRA:

Beré chegou a Portugal para jogar na 1ª Divisão nacional no Paços de Ferreira, vindo do Matsubara do Brasil. Na sua primeira época em Portugal não se impôs e jogou apenas 61 minutos, tendo até o Paços descido de divisão nesse ano.
Na época seguinte já na Divisão de Honra, teve mais oportunidades para jogar mas não as suficientes para ser considerado imprescendível, pelo que rumou para o Aliados de Lordelo, clube da 2ª Divisão Nacional B, onde aponta 6 golos nessa época.
A época de ouro de Beré aconteceu no Tondela, na altura na 3ª Divisão Nacional, em que apontou 23 golos, tendo esta marca despertado a cobiça do Sporting da Covilhã a militar na Divisão de Honra. Ao serviço dos "serranos" apontou 4 golos, tendo na época transacta voltado à 2ª Divisão Nacional B, em que ao serviço do Arouca contribuiu para a subida de divisão desta equipa com os seus 6 golos finalizados.
Neste ano ao serviço do grande Boavista, espera-se que Beré se volte a encontrar com os golos, relançando assim a sua carreira tal como aconteceu com outros atletas que representaram o nosso clube.

sábado, 18 de setembro de 2010

JUVENIS A: Nacional da 1ª Divisão

Entrevista de Fonseca ao blog "Conversas Redondas"

Eis uma excelente entrevista do nosso "ex-artilheiro" Fonseca dada ao blog http://conversasredondas.blogspot.com/, onde além de outras questões aborda a sua passagem pelo Boavista...

Aos 25 anos, Diogo Fonseca, tem já um currículo de fazer inveja a muita gente. Santa Clara, V. Setúbal, Mallorca e mais recentemente Boavista, são alguns dos clubes que o ponta de lança açoriano, já representou.
Formado nas camadas jovens do U. Micaelense e do Santa Clara, chegou ao primeiro escalão ainda com idade júnior, estando em foco nas suas duas primeiras aparições entre os "Grandes".
Depois de algum "desaproveitamento" por parte do Santa Clara, rumou ao Setúbal, onde disputou a final da Taça de Portugal em 2006 e a Supertaça meses depois, ambos troféus perdidos para o FC Porto.
Seguiu-se depois um empréstimo ao Operário, e a mudança para Espanha em 07/08. Por terras de "nuestros hermanos" representou a equipa B do Mallorca e ainda o Granada, regressando a Portugal na temporada anterior, para representar o Boavista.
Depois de ser o melhor marcador dos axadrezados rumou ao Feirense, da Liga Orangina.
Em entrevista exclusiva ao "Conversas Redondas", Fonseca mantém a esperança de chegar à Selecção principal, e lamenta ainda o facto dos açorianos não acreditarem nos "seus" jogadores.
É ponta de lança.


Conversas Redondas (CR): Mudou-se das camadas jovens do U. Micaelense para o Santa Clara em 1999. Sentiu a mudança de um clube, teoricamente mais pequeno, para um clube que começava a dar os primeiros passos na I Divisão Nacional ?
Diogo Fonseca (DF): Não muito, porque era algo que já queria há algum tempo. Isto é, mudar-me para um clube onde pudesse ter uma hipótese de no futuro, seguir no futebol profissional.

CR: O Fonseca, não defradou as expectativas de quem havia apostado em si, e ainda com idade Júnior, foi lançado na equipa sénior, que competia na SuperLiga. Recorda-se do jogo da sua estreia no primeiro escalão, frente ao Gil Vicente ?
DF: Sim, tenho boas recordações desse jogo. Entrei em campo faltavam 15 minutos, e entrei bem, já que fiz a assistência para o golo do Bruno Ribeiro. Festejei, como se tivesse sido eu a marcar.

CR: Depois da estreia na 22ª Jornada, veio o golo na jornada seguinte, frente ao V. Guimarães. Como se sentiu, depois de marcar o seu primeiro golo na I Divisão, e ainda por cima, um golo que valeu três pontos ?
DF: Não poderia ter tido melhor estreia em casa, na minha própria terra. Quando entrei em campo, senti logo a esperança e a ilusão que a massa adepta santaclarense tinha em mim. Foram momentos muito bonitos.

CR: O Santa Clara, acabou por não conseguir evitar a despromoção no final da temporada, mas o Fonseca permaneceu no clube para 03/04. Não teve convites de clubes da I Divisão ?
DF: Na altura, estava a começar a ser convocado para a Selecção Sub-19, e estava a par do interesse de alguns clubes da Primeira Liga. Porém, o Santa Clara não permitiu a saída, afirmando que era uma aposta do futuro, coisa que nunca entendi, visto que joguei muito pouco nas temporaNegritodas seguintes.

CR: Seguiram-se duas temporadas pelo Santa Clara na Liga de Honra, com poucas oportunidades para jogar, e claro, poucos golos. Na sua opinião, o que "falhou" para não ter jogado com a regularidade que pretendia, especialmente na segunda temporada ?
DF: Como disse, nunca percebi o porquê. Mas sempre trabalhei no máximo e ninguém me pôde apontar nada. O meu ciclo no Santa Clara acabou no final do contrato, e não fui contactado pelo clube, nem para me dizerem que tinha sido dispensado. Para trás, tive o previlégio de trabalhar com Homens como Carlos Alberto Silva, Ricardo Formosinho, Francisco Agatão e Manuel Fernandes, estes dois últimos talvez os treinadores que mais me marcaram até à data. Manuel Fernandes, porque assumiu a minha promoção dos Júniores para os Seniores, e porque foi um enorme prazer ser treinado por um dos melhores pontas de lança da história do futebol português. Francisco Agatão, porque sempre confiou em mim e nas minhas qualidades. Se um dia vier a ganhar algum troféu como jogador, ele sem dúvida, teve muita influência nisso.

CR: Na temporada 05/06 mudou-se para o V. Setúbal. O Vitória era o detentor da Taça de Portugal, e ia participar nas competições europeias. Estes dois factores, além do clube histórico que é o V. Setúbal, e ainda o facto de poder voltar a jogar na I Divisão, tornaram mais fácil a aceitação do convite ?
DF: Cheguei pela mão de Ricardo Formosinho à equipa B do Vitória, muito por culpa de ter saído do Santa Clara pela "porta pequena". Mas, o meu pensamento sempre esteve em chegar o mais rápido à equipa principal. Foi algo que sempre quis. Saí dos Açores, porque me apercebi cedo que quem menos acreditava no meu valor, eram as pessoas da minha própria terra. Sempre foi assim, e sempre será até que surja alguém, que decida dar um pontapé no cepticismo em relação ao jogador açoriano.

CR: Apesar de não ter jogado na Europa, e de não ter marcado qualquer golo na SuperLiga, foi seu o golo que permitiu ao Setúbal vencer em Fafe, na 4ª Eliminatória da Taça de Portugal. Como foi marcar um golo, que acabou por ser decisivo para o futuro do Vitória na Taça ?
DF: Foi bom, poder contribuir para que o Vitória nesse ano, chegasse outra vez ao Jamor. Se calhar, gostaria de ter ajudado mais o clube noutras frentes, mas na realidade, não era dos jogadores mais utilizados.

CR: Nessa mesma edição da Taça, o Fonseca participou em mais três jogos. Se bem, que um deles é inesquecível. Falo, do jogo da final frente ao FC Porto, em que o Fonseca "saltou" do banco aos 81'. Pisar o Jamor, num jogo daqueles, e logo frente ao recém-Campeão é, presumo, uma enorme emoção e alegria.
DF: Foi um sonho tornado realidade. São emoções e sentimentos que me vão acompanhar para o resto da vida. Infelizmente, não ganhamos porque tivemos uma grande equipa pela frente. Mas como sou ambicioso, espero um dia voltar a pisar aquele palco.

CR: Pelo meio, foi presença assídua nos jogos da equipa B do Vitória na II Divisão B, onde conseguiu marcar cinco golos, incluíndo um "bis" ao Imortal. O Vitória apesar de utilizar vários jogadores da equipa principal, acabou por descer à III Divisão. Na sua opinião, porque razão o Setúbal B desceu de divisão, se utilizava semanalmente vários jogadores da "primeira" equipa ? Esses jogadores vinham desmoralizados, por terem de jogar na II Divisão B ?
DF: Acredito que talvez houvesse um pouco de desmoralização em alguns jogadores, mas sei que nunca houve falta de profissionalismo. Também é preciso lembrar que nessa altura, o Vitória tinha muitos problemas financeiros e estava em falta em vários meses para com os jogadores. Também a falta de entrosamento entre os jogadores, pode ter sido um factor desmoralizante. Acredito que se fosse hoje, noutras circunstâncias, o Setúbal B nunca teria descido de divisão, visto que só no último jogo se confirmou a descida.


CR: Continuou no Setúbal para 06/07, mas desta vez foi muito pouco utilizado. Apenas três jogos como suplente utilizado no primeiro escalão. Em Janeiro, optou por sair para o Operário dos Açores, de forma a poder jogar com mais regularidade, ficando ao mesmo tempo, mais perto de casa.
DF: Sim. Passava por uma situação económica dramática e decidi reorganizar a minha vida por seis meses, ao pé da minha família. Aí, entra em cena o "Mister" Agatão, que praticamente me ressuscitou para o futebol e recuperou a minha alegria de jogar futebol. Adorei todos os momentos naquele clube, e encontrei um dos melhores balneários (Miguel Lopes por exemplo, estava no Operário) onde já estive. Estou profundamente agradecido, a todas as pessoas que lá estavam porque foram as ÚNICAS na ilha, que acreditaram que o Fonseca não ficaria por ali.

CR: Depois de passagens intercaladas pela I Divisão e pela II Divisão B, assinou pelo Mallorca de Espanha. Como surgiu essa hipótese, de assinar contrato com um clube muito prestigiado em Espanha ?
DF: Foi através do empresário que me representava naquela altura. Já antes de ingressar no Operário, soube do interesse, mas não passou disso. No final da época, depois de me conformar que teria de ficar outro ano na ilha, surgiu essa oportunidade, e claro que não a poderia desperdiçar.

CR: Acabou por passar a temporada na equipa B do Mallorca, onde deu nas vistas, ao apontar 18 golos em 28 jogos. Mesmo assim, não jogou pela equipa principal. Alguma vez lhe explicaram o porquê de não ser aposta ?
DF: Não, nunca percebi. Ainda hoje, vejo muitos dos meus colegas da altura, que jogam e estão sendo aposta na presente temporada na equipa principal do Mallorca, e acredito que se tivesse tido uma oportunidade, talvez o meu trajecto actual seria outro. Às vezes, no futebol, joga-se muito mais fora de campo, e fuí vítima dos interesses dos bastidores. Mas, a minha personalidade não me permite ficar a "chorar" e ser coitadinho. Nunca desistirei. Sei que sou o orgulho da minha família e amigos, e isso é o mais importante para mim.

CR: A boa temporada ao serviço do Mallorca, abriu-lhe novas "portas" no futebol espanhol, e para 08/09, assinou com o Granada, da II Divisão B espanhola. No entanto, marcou poucos golos, saíndo no final da temporada. Que balanço faz da sua passagem pelo futebol espanhol ?
DF: Vivi muitas experiências. Positivas e negativas, naturalmente. Ajudou-me a crescer como Homem e como jogador. No primeiro ano em Mallorca, cresci muito como jogador; no segundo ano, em Granada, cresci muito como Homem.

CR: Depois de dois anos em Espanha, regressou a Portugal, e logo para um clube com grandes pergaminhos no nosso futebol. Como surgiu a hipótese de jogar no Boavista ?
DF: Já depois de ter travado uma dura batalha com o Mallorca, para chegar a um acordo para a rescisão do meu contrato, fechado o mercado de transferências, recebi uma chamada do Sr. Barbosa (antigo director-desportivo do Boavista) e decidi que não tinha nada a perder, apesar de muita gente me aconselhar a não ir para o Boavista, devido aos problemas do clube. Não me arrependi em nada.

CR: Quando chegou ao clube, a situação era tão "caótica" como as pessoas falavam, ou o Boavista dava claros sinais de melhorias ?
DF: Realmente, a situação era difícil, mas com a união do grupo de trabalho e o esforço que as pessoas na parte directiva, fizeram para que o clube pudesse ser inscrito, foi uma boa base para a temporada difícil e sofrida que viemos a ter. Só com um grupo forte, foi possível alcançarmos a manutenção.

CR: Alheio aos problemas do Boavista fora das quatro linhas, o Fonseca conseguiu ser o melhor marcador da equipa, ao apontar 11 golos em 26 jogos. Isto, fez de sí um ídolo para os adeptos do Boavista, como já tive oportunidade de constatar. Sente-se honrado por se ter tornado numa das grandes referências dos adeptos "axadrezados" ?
DF: Cheguei ao Boavista, com o intuito de relançar a minha carreira, e apesar dos problemas do clube, o Boavista será sempre um grande clube. Digam o que disserem, é um clube diferente, com uma massa adepta diferente. Com o passar do tempo, fui aprendendo a gostar e a perceber a mística através das pessoas que lá estão. Um clube, onde se formaram alguns dos melhores jogadores portugueses nos últimos tempos e alguns da actualidade. O meu objectivo, sempre foi ajudar a levantar o clube, juntamente com os meus companheiros, e se pelo meio ganhei o respeito e a admiração dos adeptos boavisteiros, fico muito contente que assim seja, e agradeço todo o apoio que tive durante a época. Mas, realmente, eu não teria sido aquilo que fui, sem os meus companheiros. Fico agradecido ao Boavista, porque foi o clube que confiou em mim, quando mais ninguém confiava.

CR: Depois de uma boa temporada na II Divisão Nacional, teve vários convites, mas optou pelo Feirense. Porquê essa opção ?
DF: Foi a melhor oferta que tive no defeso, também pela estabilidade económica que o clube oferece para o meu futuro, que é muito importante. Foi difícil para mim deixar o Boavista, pelo carinho que tenho pelas pessoas de lá, mas o meu futuro imediato teria que passar por um clube onde possa dar continuidade à boa época que fiz no ano passado e que me dê estabilidade económica, algo que, infelizmente, o Boavista não me pode oferecer de momento. Gostaria, isso sim, de poder vestir de novo o "xadrez" no futuro.

CR: Quais os objectivos do Feirense para a temporada 2010/2011 ? Depois da prestação da temporada passada, arrisco-me a dizer que o grande objectivo vai ser lutar pela subida.
DF: O clube, fez um investimento inferior à época passada, mas a ambição está redobrada. Acredito, que podemos formar uma boa equipa e lutar pela subida até ao fim num campeonato difícil. Mas, o nosso pensamento, terá de ser jogo-a-jogo.

CR: E o Fonseca, que objectivos tem para esta temporada ? Superar os 11 golos de 09/10, é um dos objectivos estabelecidos ?
DF: Quero dar seguimento ao que fiz na temporada passada. Sou ambicioso e não desisto da primeira. Sei que tenho qualidades, para estar mais acima no panorama do futebol português, e vou tentar agarrar todas as oportunidades que surgirem, para apresentar trabalho e golos. Não gosto de fixar número de golos, mas claramente, espero fazer algo igual ou superior à época passada.

CR: Tem várias internacionalizações pelas selecções jovens, e ainda é novo. Continua a manter a esperança de chegar à Selecção A ? Ainda por cima, na sua posição, Portugal ultimamente não tem tido grandes referências e viu-se "obrigado" a naturalizar Liedson...
DF: Sou ambicioso, e gostaria um dia de jogar novamente pela Selecção. Mas sou realista, e não vivo obcecado com isso. Mas acredito, que o País tem matéria-prima suficiente, para não ter que naturalizar ninguém.Questões rápidas.

CR: Sendo o Fonseca ponta de lança, não posso deixar de lhe fazer esta pergunta: Melhor golo da carreira ?
DF: Todos os golos são importantes para mim. Não há grandes golos. Há o golo que passa a linha final, uns mais importantes que outros, é claro. Posso dizer que o golo que nunca esquecerei, foi o da minha estreia na 1ª Liga nos Açores, contra o Guimarães.

CR: Em grande parte dos clubes que representou, utilizou sempre a camisola 47. Por que razão usa constantemente a camisola 47 ? É superstição ?
DF: O número 47, significa uma vontade e ambição em conseguir o seu objectivo de qualquer maneira, inNegritodependentemente dos obstáculos que se atravessem no meio. Adicionando também 4+7 dá 11, que significa o poder de um guerreiro. Pode-se dizer que sim, que sou supersticioso.

CR: Ao longo da sua carreira, já trabalhou ao lado de jogadores com "nome" no futebol português, como Jorge Silva, Sandro ou Sérgio Nunes. Algum destes ou outro colega, o marcou de uma maneira "especial" ?
DF: Jorge Silva, pela sua liderança e capacidade motivacional.

CR: Em Setúbal, jogou com Silvestre Varela. Já naquela altura, se percebia que o Varela tinha tudo para triunfar numa grande equipa como o Sporting ? Ou, neste caso, como o FC Porto...
DF: Há talentos que não enganam, e o Varela já no Vitória demonstrava o grande jogador que é. Na minha opinião, é o jogador com mais talento, que o Sporting conseguiu formar depois de Futre, Figo e Ronaldo. O tempo encarregar-se-á de o confirmar, para tristeza dos adeptos leoninos.

CR: É capaz de eleger um onze formado por companheiros de equipa (Actuais ou Passados) ?
DF: Guarda-Redes: Hugo Ferreira (Mallorca)
Defesa Direito: Ribeiro (Boavista)
Defesa Central de Marcação: Kali (Santa Clara)
Defesa Central Livre: Jorge Silva (Boavista)
Defesa Esquerdo: Bruno Ribeiro (Santa Clara e V. Setúbal)
Médio Direito: Paulo Campos (Boavista)
Médio Centro: Ariel Ibagaza (Mallorca)
Médio Centro: Pacheco (Santa Clara)
Médio Esquerdo: Garba Lawal (Santa Clara)
Ponta de Lança: Brandão (Santa Clara)
Ponta de Lança: Emilio N'Sue (Mallorca)


*Entre parêntesis, o clube onde Fonseca jogou com o respectivo colega.
TODOS OS CRÉDITOS DESTA ENTREVISTA AO BLOG "CONVERSAS REDONDAS"

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

O Boavista precisa de TI...

FUTSAL: Sorteio da Taça de Portugal

O sorteio da 1ª Eliminatória da Taça de Portugal de Futsal que decorreu esta quinta-feira (16 de Setembro), no Auditório Manuel Quaresma da Sede Federação Portuguesa de Futebol, ditou os seguintes confrontos, que estão agendado para o dia 2 de Outubro (sábado), pelas 16h00:

ZONA NORTE
Clubes isentos: FC Foz e USC Paredes

AJ Abel Botelho C Tabuaço - A Académica de Coimbra
Lamas Futsal AD - GCR Ossela
FC Piratas Creixomil - FC Carrazeda Ansiães
CDCAT Escola Prof. Braga - CD Aves
GDR COHAEMATO - ACR Vale Cambra
ASCREDNO Nogueiró - Chaves Futsal Clube
CRI Alhadense - GD Farlab
ACRD Rio Moinhos - ASC Monte Pedras
A Académica Leça - Futsal Clube Azeméis
CCDR Covão Lobo - Fundação Manuel Costa
Valpaços Futsal Clube - Póvoa Futsal Clube
SC Braga - Gondomar Futsal Clube
Amigos da Cerva ADRC - GD Macedense
GDR Lameirinhas - Contacto Futsal Clube
ADC Gualtar - Viseu Futsal 2001 ADSC
CDC Pinheiro - CRECOR
ND Bairro Bom Pastor - ABC Nelas
Boavista FC - ACRD Entre Ambos os Rios
ARCD Junqueira FC - GD Gafanha
Futsal Clube Mondim Basto - CF Nogueirense

Nota: De acordo com o estabelecido na alínea A9 do artigo 5531.2 do Regulamento de Provas Oficiais de Futsal, até à 3ª eliminatória (inclusive), os jogos entre clubes de escalão diferente realizam-se sempre no recinto indicado pelo clube da divisão inferior, independentemente do resultado do sorteio. 

ZONA SUL
Clubes isentos: CF “Os Torpedos” e G Dramático S de Cascais.

AR Amarense - SC Vila Verde
CP Santo Estevão - GS Loures
CRC Quinta dos Lombos - AA Universidade do Algarve
Albufeira Futsal Clube - Centro Popular Cultura e Desporto
Capelense SC - CR Leões Porto Salvo
“Os Independentes” Futsal - C Operário D
AJNA Inter-Vivos - Caldas SC
CD Nacional - CD Os Patos
C Unidos do Cacém - Centro Social São João
A Granja Ulmeiro CDR - CDR Vinhais
União Desportiva de Leiria - D Sapalense Clube
ACD Ladoeiro - SC Mineiro Aljustrelense
Sonâmbulos FC - Associação Moradores Portela
União e Progresso de Venda Nova - CF Sassoeiros
CR Piedense - SL Olivais
CAD Coruche - Externato C Benedita
Eléctrico FC - AD Quinta do Conde
CCRD Burinhosa - GD Fabril do Barreiro
Louletano DC - GR Vilaverdense
AR Bairro Boa Esperança - S Ereira e Benfica

Nota: De acordo com o estabelecido na alínea A9 do artigo 5531.2 do Regulamento de Provas Oficiais de Futsal, até à 3ª eliminatória (inclusive), os jogos entre clubes de escalão diferente realizam-se sempre no recinto indicado pelo clube da divisão inferior, independentemente do resultado do sorteio.

Boavista perde em Fafe por 2-1

O Boavista não conseguiu vencer frente à AD de Fafe em jogo treino realizado hoje à tarde em Fafe.
O Boavista foi a primeira equipa a marcar, por intermédio de Beré, que se começa a evidenciar como o matador da equipa Axadrezada. Os golos da equipa da casa forma conseguidos através de um auto golo de Hélio e por Miguel Veiga.
Foi um jogo treino extremamente disputado, que serviu de teste, para Rui Ferreira, na estreia no Campeonato Nacional da II Divisão.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Dedicado a toda a comunicação social desportiva...

Este post não pretende ser uma "chacota" ao Braga, no entanto, apetece dedicar esta humilhante derrota a toda a comunicação social desportiva que insiste em esquecer o que o Boavista já fez a nível Europeu, colocando até o Sporting de Braga como o único clube português (além dos supostos 3 grandes) a atingir a Liga dos Campeões, relevando o Boavista para um esquecimento incompreensível e imperdoável.
Houveram outros que se entreteram nos jornais, a escrever crónicas comparativas entre o Braga e o Boavista, chegando alguns até a apresentar dados de ficção científica para dizer que o Braga é que era o 4º grande!
A todos esses, dedico os seguintes vídeos para se actualizarem ou avivarem a memória...




JUVENIS A: Acad. Viseu: 0 Boavista: 2

Os nossos Juvenis foram a Viseu redimir-se das duas recentes derrotas consecutivas, e venceram o Académico local por 0-2. Com este resultado a nossa equipa passou a ocupar a 5ª posição da tabela classificativa. Na próxima jornada (19 de Setembro) a nossa equipa volta a jogar no Bessa, onde receberá o Beira-Mar.
Todos os resultados e classificação na coluna à direita em "Juvenis A".

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Campeonato Nacional da 2ª Divisão (Zona Centro): Análise da 1ª Jornada

. Gondomar: 1 Padroense: 1
O Gondomar arrancou "em ritmo lento" nesta prova, pois teve pela frente um bem estruturado Padroense orientado pela "velha raposa" Augusto Mata. Em resumo, um óptimo resultado para o Padroense.

. Coimbrões: 1 Eléctrico: 0
Dia histórico para o Coimbrões que se estreou na 2ª Divisão Nacional com uma vitória. O Eléctrico "marcou" passo supostamente com uma equipa do mesmo campeonato.

. Sertenanse: 2 Esmoriz: 0
O Sertanense perante o seu público não vacilou, e não deu hipótese ao Esmoriz que ao que dá a entender, pela estrutura da sua equipa, não terá um campeonato fácil.

. Sp. Pombal: 2 Pampilhosa: 1
Havia dito na antevisão que apesar do melhor plantel do Pampilhosa relativamente ao Pombal, este seria um jogo de tripla. Assim sendo, o Pombal perante o seu público iniciou da melhor forma a sua participação neste campeonato.

. Anadia: 0 Sp. Espinho: 0
Ser favorito não basta pois é preciso demonstrá-lo em campo... O Anadia "bateu o pé" a uma das mais fortes equipas da prova, e atrasou os espinhenses em 2 pontos.

. Tourizense: 3 Aliados de Lordelo: 0
Aí está uma forte candidatura ao título na Zona Centro... O Tourinzense fez questão de "vincar" o seu estatuto de candidato, e goleou o Aliados de Lordelo que inicia assim a prova sem brilho.

. União da Serra: 0 Tondela: 1
Havia escrito que o Tondela tem todas as condições para ser um "outsider" na luta pelo 1º lugar, e este primeiro resultado dos tondelenses parece dar-me razão. Para o União da Serra começar o campeonato a perder em casa por certo não estaria nas expectativas deste clube.

Resultados da 2ª Divisão Distrital, Série 1, AF Porto, 1ª Jornada

Gondim-Maia 0-0 AD Vitrine
FC Pedroso 3-0 Cerco do Porto
Águas Santas (adiado) Boavista
S.Romão 0-3 Os Lusitanos
Progresso 2-1 Inter Milheirós
Vila FC 2-0 Ramaldense
SC Vilar Pinheiro 1-3 Guilhabreu
Sp. Cruz 3-0 Pasteleira *falta de comparência
CA Rio Tinto 3-2 Torrão

domingo, 12 de setembro de 2010

Resultados da 2ª Divisão, Zona Centro, 1ª Jornada

Gondomar 1-1 Padroense
Coimbrões 1-0 Eléctrico
Sertanense 2-0 Esmoriz
Sp. Pombal 2-1 Pampilhosa
Boavista (adiado) FC Cesarense
Anadia 0-0 Sp. Espinho
Tourizense 3-0 Aliados Lordelo
UD Serra 0-1 Tondela

INICIADOS A: Boavista: 2 Alfenense: 0

Perante um difícil adversário a nossa equipa levou a melhor com um golo em cada metade do encontro...

O Alfenense apresentou-se no Estádio do Bessa apoiado por numerosa falange de apoio, que juntamente com a motivação extra que é jogar no Estádio do Bessa, fez desta equipa de Alfena "um osso duro de roer"... A rápida frente atacante do Boavista esbarrava contra a robusta defesa do Alfenese, no entanto, uma "bomba" de fora da área de Nuno (digna de fazer levantar qualquer Estádio), "rompeu" a forte defesa Alfenense e fez com que o Boavista chegasse a vencer ao intervalo.

No segundo tempo o Alfenense ameaçou empatar a partida, e em jogada de contra-ataque leva a bola embater no poste da baliza axadrezada. No entanto, com o decorrer do jogo o Boavista através de Pedro Silva sentencia a partida e fixa o resultado final em 2-0. Na próxima jornada os nossos "miúdos" deslocam-se a Penafiel. Todos os pormenores classificativos na coluna à direita em "Iniciados A".

JUVENIS A: Boavista: 0 Académica: 6

Manhã para esquecer para os nossos Juvenis A, que foram goleados no Estádio do Bessa Século XXI.
O Boavista iniciou a partida a pressionar e nos primeiros 10 minutos andou sempre perto da baliza da Académica de Coimbra , no entanto, o desacerto defensivo da nossa equipa levou a que a equipa visitante inaugurasse o marcador e praticamente de seguida bisasse no encontro, chegando ao intervalo a vencer por 0-2.
No segundo tempo as fragilidades defensivas continuaram e com naturalidade a Académica chega ao 0-3. Poucos minutos depois existe um lance, que em minha opinião, leva ao exagerado resultado final, e que foi a expulsão de um jogador do Boavista que ao se ter tentando soltar de um adversário que o agarrou quando ia em direcção à baliza da Académica, o atingiu na cara sem intenção, no entanto, o árbitro assim não o entendeu e expulsa o jogador do Boavista, amostrando apenas amarelo ao academista. A partir daí tudo foi mais fácil para a Académica que atingiu a marca de 0-6 através da marcação de uma grande penalidade inexistente.
Vitória justa da Académica, mas por números exagerados. Pode consultar a classificação e todos os resultados da jornada em Juvenis A (na coluna à direita)...

sábado, 11 de setembro de 2010

JUNIORES: Boavista: 2 Padroense: 2

Jornada inaugural do Campeonato Nacional da 2ª Divisão de Juniores, com um jogo de emoções fortes e incerteza no resultado até ao fim...
A nossa equipa entrou no jogo a vencer, no entanto, em dois lances de bola parada, um livre e um penalty, a nossa equipa deixou-se ultrapassar no marcador ficando a perder por 1-2...

Já no período de descontos, fruto de muita luta e determinação, a nossa equipa consegue empatar a partida, sendo assim um "mal menor" num jogo onde o espectro da derrota pairou pelo Bessa...
Na próxima jornada a nossa equipa desloca-se ao Sanjoanense. Todos os pormenores da classificação e jornadas na coluna à direita em "Juniores A"...